Quais os suplementos mais indicados para treinos aeróbicos?

07:06

Oi amores, tudo bem? 

O exercício aeróbio sempre é a primeira opção de exercício para quem quer entrar em forma e reduzir a gordura corporal. Além disso, esse treinamento traz benefícios à saúde, como a melhora da oxigenação dos tecidos e do perfil lipídico, ajuda a aumentar a expectativa de vida e melhora a disposição para as atividades do dia a dia.

Resultado de imagem para aerobico suplemento

Quando se pensa em suplementação na prática de exercícios, além do objetivo de quem o pratica, há outros importantes fatores que precisam ser levados em conta, como por exemplo, o tipo de modalidade, intensidade e duração do treino. Antes da prática da atividade física, é importante que os estoques de glicogênio estejam completos para que o aluno consiga o máximo de rendimento, melhorando seu desempenho.
Sendo assim, para treinos de duração maior que 90 minutos, é recomendável a utilização de maltodextrina, substância eficaz na manutenção da glicemia em níveis adequados e que irá poupar o glicogênio muscular, evitando a fadiga. Outras opções são a maxy-waze e a isomaltulose, carboidratos de baixo índice glicêmico. Mas é importante salientar que estes últimos possuem taxas de absorção mais lenta, o que poderia causar desconforto gastrointestinal e prejudicar o desempenho durante o treinamento.
Já para atletas envolvidos em esportes de alta intensidade e duração entre 1 a 5 minutos, como é o caso das corridas de 800m e 1500m ou da natação de 200m e 400m, a beta-alanina, aminoácido não essencial, pode ajudar a melhorar o desempenho. Além dessas modalidades, a utilização da substância é interessante nos esportes coletivos, em que os esforços de alta intensidade e curta duração repetem-se várias vezes, como futebol, rugby e também lutas. Para os ciclistas de estrada, que costumam fazer sprints quando estão próximos do final do treino, aumentando a intensidade da pedalada, a beta-alanina também está associada a melhora do desempenho.
cafeína é responsável pelo aumento da frequência cardíaca e por criar um “estado de alerta”, assim o indivíduo teria melhor desempenho durante o treino. Mas os estudos têm mostrado que sua suplementação é mais eficaz em pessoas que não consomem diariamente a cafeína (na forma de chá ou café). Seria então uma estratégia para utilizá-la em casos pontuais, como competições.
É importante avaliar individualmente, verificar o horário da prática de atividade física, a refeição realizada antes da mesma, mas em geral, para frequentadores de academia e praticantes de atividades ao ar livre de até 1 hora, não é necessário ter uma suplementação durante ou após o treino. Isso se o objetivo for a perda de gordura.
Porém, se o objetivo é aumentar o rendimento, alguns estudos mostram que a presença do carboidrato pode ser eficaz se consumido durante a prática de atividades mais curtas. O mecanismo seria por estímulo ao cérebro, e não prevenção da fadiga. O consumo ou apenas bochecho dogel de carboidrato não seria determinante, apenas se indica o bochecho para pessoas que apresentam desconforto gástrico durante a prática do exercício. Sendo assim, o bochecho de carboidratos pode ser uma opção para exercícios com duração inferior a 1 hora, pois estimula regiões do cérebro associadas à motivação e recompensa, o que explica a melhora no desempenho.

Confira também

Comentários
0 Comentários

0 comentários