Você sabe o que considerar na hora de comprar um eletroportátil?

07:46

Oi amores, tudo bom? 

No momento de realizar uma compra, seja um veículo, ar condicionado ou até mesmo um eletroportátil para uso diário em casa, a maioria das pessoas cai na grande armadilha de tomar sua decisão de compra baseada apenas no preço e, muitas vezes, na potência do produto ou acessórios oferecidos.
"É muito importante atentar-se ao custo final da compra e não apenas ao preço de venda, uma vez que adquirir o produto mais barato da prateleira pode se tornar um péssimo negócio a médio e longo prazo", explica o consultor financeiro parceiro de Philips Walita, André Bona. Para ajudar a realizar uma compra consciente e escolher o produto que melhor atenda às necessidades do consumidor, o profissional aponta o que deve ser considerado na hora de comprar um eletroportátil.

Entenda o custo total do produto!

A primeira questão a ser avaliada pelo consumidor é o custo total do produto que está sendo adquirido. Ele é composto pelos valores abaixo.
  • O custo de aquisição – é a soma do preço do produto, efetivamente, mais o eventual custo de instalação e frete;
  • O custo de utilização – contempla os gastos que irão ocorrer durante a utilização do produto.
No caso de um veículo, por exemplo, os custos de utilização podem ser: o seguro, o consumo de combustível, o custo de manutenção, o custo de estacionamento e até mesmo a depreciação do veículo. Já no caso de um ar condicionado, os custos de manutenção e de consumo de energia são os mais significativos.
Quando falamos de produtos de uso doméstico como os eletroportáteis, no entanto, é comum deixarmos de contabilizar os custos de utilização, principalmente pelo fato de estes produtos terem um valor menor em relação a outras aquisições. A tendência é negligenciarmos estes custos e outros aspectos que são determinantes para uma boa compra.
Entre as despesas que impactam no custo total do produto e que precisam ser consideradas no momento de tomada de decisão e compra estão:

Durabilidade do equipamento

Componentes de maior qualidade e resistência possuem um custo mais elevado. Portanto, considere este atributo no momento da compra. Adquirir um equipamento que, apesar do menor preço, possui vida útil de 1 ano, normalmente é desfavorável ao bolso em relação a um aparelho com custo um pouco maior, mas que tenha durabilidade superior, com vida útil de 3 anos ou mais.

Potência do equipamento

É natural ao se deparar com duas alternativas de eletroportáteis, dar preferência ao de maior potência. A potência de um liquidificador pode ser importante, por exemplo, para que o consumidor triture alimentos mais rígidos. No entanto, é preciso verificar se, de fato, é necessário tamanha potência para utilização no seu dia a dia. Lembre-se também que, quanto maior a potência, maior será o consumo de energia e, consequentemente, maior seu custo. Além disso, utilizar energia sem necessidade é jogar dinheiro fora. Escolha eletroportáteis com a potência suficiente para suprir suas reais necessidades.

Garantia estendida

Uma das estratégias convencionais do varejo é atrair o consumidor com um preço mais baixo e ofertar, no próprio ponto de venda, a garantia estendida. Geralmente, separamos mentalmente esses valores, como se o custo de extensão da garantia não fizesse parte do custo total do equipamento. Fique atento! Sempre considere o custo da garantia estendida no custo efetivo total do produto, antes de tomar sua decisão de compra.

Prazo de Garantia

Sempre compare os prazos de garantia oferecidos pelos fabricantes dos produtos. Se determinado fabricante oferece garantia de 1 ano e outro oferece 2 anos, isso significa que a segunda opção oferta uma vantagem significativa ao cliente. Calcule o que será mais vantajoso para você. Dividindo o valor de venda do produto pelo tempo de garantia oferecida você encontrará o valor médio do produto e, consequentemente, o melhor custo benefício.

Assistência técnica e rede de atendimento

Um dos principais fatores para a compra consciente de eletroportátil é verificar se o fabricante disponibiliza Serviço de Apoio ao Consumidor (SAC), que prestará suporte caso haja algum problema. Em casos de maior complexidade, é importante que a rede de assistência técnica tenha abrangência nacional para que o consumidor seja atendido prontamente em caso de problemas com o produto adquirido.

Acessórios extras

É comum optarmos por produtos que tenham maior quantidade de acessórios. Porém, entre tantas opções de acessórios que, muitas vezes, acompanham os eletroportáteis, é certo que o consumidor utilizará apenas algumas das peças em seu dia a dia. Então, concentre-se nos itens que que realmente serão úteis no seu cotidiano. Desta forma, você economizará dinheiro e espaço em seu armário, evitando o acumulo de itens não utilizados.

Cuidado com a saúde

Sempre dê preferência a eletroportáteis livres de Bisfenol A (BPA Free). Estudos comprovam os riscos que esta substância, encontrada no plástico, pode trazer à saúde. Apesar de ser utilizada legalmente no Brasil, o Bisfenol A é proibido em diversos países do mundo. Ao realizar uma compra consciente, opte por produtos que não prejudiquem sua saúde.
O sucesso financeiro é construído no dia a dia, e as escolhas inteligentes na hora da compra fazem parte desta caminhada. Por isso, é sempre importante identificar os custos totais de cada produto assim como, os benefícios que ele oferece a longo prazo para caracterizar, de fato, uma boa compra.

Sobre a Philips
A Royal Philips (NYSE: PHG, AEX: PHIA) é uma empresa líder em tecnologia de saúde focada em melhorar a saúde das pessoas e permitir melhores resultados de cuidados contínuos, desde uma vida saudável e prevenção, passando pelo diagnóstico, tratamento, até os cuidados em casa. A Philips aproveita a tecnologia avançada e os seus profundos conhecimentos clínicos e de consumo para oferecer soluções integradas. Com sede na Holanda, a empresa é líder em diagnóstico por imagem, terapia guiada por imagem, acompanhamento do paciente e informática de saúde, bem como em saúde dos consumidores e cuidados em casa. O portfólio de tecnologia de saúde da Philips teve um faturamento em 2017 de EUR 17.8 bilhões e emprega aproximadamente 77.000 funcionários com vendas e serviços em mais de 100 países. Notícias sobre a Philips podem ser encontradas em www.philips.com/newscenter.

Confira também

Comentários
0 Comentários

0 comentários